PT / EN

A galeria Carlos Carvalho tem o prazer de apresentar a segunda exposição individual da artista Jessica Backhaus em Portugal, que será composta por trabalhos das suas três novas séries: Confinement in Berlin, Far Away but Close e Cut Outs.

Em comum a todas estas obras está uma tentativa de apreender as emoções mais profundas dando-lhes expressão através dos elementos plásticos: luz, sombra, cor e volume. Jessica Backhaus amplia um microcosmos para lhe extrair um universo de detalhes, de experiências sensoriais, isolando e revelando a linguagem da visualidade. É a redução ao mínimo, presente nas suas composições, que a faz produzir uma energia intensa, capturando a corporealidade dos objectos em constante mudança e a dinâmica das coisas simples.

Produzida numa época onde todos nós fomos obrigados a viver numa velocidade de tempo diferente, a série de 10 obras em pequeno formato Confinement in Berlin foca-se na ideia de quietude como uma posição ativa. A partir da citação de Joseph Beuys, “Wer nicht denken will fliegt raus” (Who is unwilling to think is dismissed)”, a artista mostra como a arte pode ser uma plataforma que pensa, reorganiza um mundo em mudança, sendo um meio de adaptação e de sobrevivência.

Far Away but Close, trabalho feito por Jessica durante várias visitas ao Chile nos últimos sete anos, é um ensaio fotográfico onde os afectos determinam uma trajetória de busca aos lugares e às memórias. Nestes trabalhos, a importância da experiência é trazida através de uma abordagem sensorial e que a faz permanecer particularmente vívida nestas imagens.

Desenvolvida nos últimos três anos e dando continuidade às suas experiências em colagem, a artista explora na série Cut Outs,e quase que até a saturação, a força expressiva do movimento. Jessica Backhaus trata uma realidade pictoricamente reduzida e onde os elementos, volatilizam-se em puro movimento, desencadeando uma onda de vibração presente nas sombras e cores. Para isso, a artista organizou e encenou composições, onde o papel transparente recortado reage ao calor da luz solar intensa, para depois reportar o fenómeno como se fizesse uma abordagem puramente científica. A luz e o papel reagem como se estivessem em diálogo e encerrados num discurso e realidade próprios, distantes do mundo.

 

Biografia

Jessica Backhaus (ALE, EUA) nasceu em Cuxhaven, na Alemanha em 1970 e cresceu numa família artística. Aos dezasseis anos mudou-se para Paris onde estudou fotografia e comunicação visual. Aqui conheceu Gisèle Freund em 1992, que se tornou seu mentor. Em 1995, sua paixão pela fotografia atraiu-a para Nova York onde trabalhou como assistente de alguns fotógrafos, tendo prosseguido posteriormente seus próprios projetos até 2009, ano em que saiu da cidade.

Jessica Backhaus é considerada uma das vozes mais proeminentes da fotografia contemporânea alemã de hoje. O seu trabalho foi mostrado em inúmeras exposições individuais e coletivas, incluindo as da National Portrait Gallery, Londres, da Martin-Gropius-Bau, Berlim e da Kunsthalle Erfurt. Até à data, a artista conta com dez publicações sobre o seu trabalho:  Jesus and the Cherries, 2005, What Still Remains, 2008, One Day in November, 2008, I Wanted to See the World, 2010, ONE DAY- 10 photographers, 2010, Once, still and forever, 2012, Six degrees of freedom, 2015 and A TRILOGY, 2017 Far away but Close, 2019 and Cut Outs, 2021, todas publicadas pela Kehrer Verlag, Heidelberg / Berlim excepto Far Away but Close publicada por Another Place Press, Scotland. O seu trabalho está apresentado no livro Women Photographers de Boris Friedewald (Prestel Verlag 2014). Das exposições individuais e coletivas, destacamos as que tiveram lugar na National Portrait Gallery, Londres, Goethe Institut, Paris, França, em Arles, França, Centrum Kultury Zamek, Poznan, Polónia, Martin-Gropius-Bau, Berlim, Kunsthalle Erfurt, Alemanha, Deutsche Börse Photography Foundation, Alemanha, Midland Art Centre, Birmingham e Scottish National Portrait Gallery.

As obras de Jessica Backhaus estão em várias coleções de arte de referência incluindo as da Coleção de Arte Deutsche Börse, Alemanha, da Colecção de Arte ING, Bélgica, da Coleção do Museu de Belas Artes, Houston, EUA e da Coleção Margulies, Miami, EUA e Taunus Sparkasse, Alemanha.

Em 2012, a FOAM - Fotografiemuseum, Amsterdam produziu um breve documentário sobre o seu trabalho intitulado "Wonder Jessica Backhaus", um filme de Willem Aerts.

Cut Out#50, 2020
Impressão de tintas de arquivo pigmentadas
112,5 x 75 cm
Cut Out#90, 2020
Impressão de tintas de arquivo pigmentadas
60 x 40 cm
Cut Out#28, 2020
Impressão de tintas de arquivo pigmentadas
60 x 40 cm
Cut Out#20, 2020
Impressão de tintas de arquivo pigmentadas
112,5 x 75 cm
Hangers, Confinement in Berlin, 2020
C-print montado em Kartei-Karton, 24,5 x 30,6 cm (com moldura)
Blue Soap, Confinement in Berlin, 2020
C-print montado em Kartei-Karton, 24,5 x 30,6 cm (com moldura)
Chairs, Confinement in Berlin, 2020
C-print montado em Kartei-Karton, 24,5 x 30,6 cm (com moldura)
Fique a par das nossas exposições, artistas e eventos.