Pesquisar
ENGLISH

Sobre

Nesta primeira exposição de Matheus Rocha Pitta em Portugal, o artista toma a letra de uma canção do ABBA (de 1980, mesmo ano em que nasceu) para elaborar um enunciado crítico dos mecanismos quotidianos de troca. Partindo de materiais e gestos ordinários, como carregar compras em sacos plásticos, pedras de calçada e recortes de jornais, Rocha Pitta instala uma irónica e paradoxal "Galeria de Vencedores": um sequestro da linha que divide vencedores e perdedores.

Nascido em Tiradentes, Brasil, Matheus Rocha Pitta trabalha com fotografia, escultura, vídeo e instalação. O artista ganhou o Illy Sustain Art Prize, Madrid (2008), tendo participado na 9th Taipei Biennial (2014) e na Bienal de São Paulo 2010). As suas exposições mais recentes incluem "Aos Vencedores as Batatas" (Kunsthalle Bethanien, Berlim, Alemanha, 2017), "Modos de Ver o Brasil" (Museu da Cidade | OCA, São Paulo Brasil), "Alimentário" (Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, 2014), "Collective Fictions" (Palais de Tokyo, Paris, 2013), entre outras. O seu trabalho está representado em várias colecções públicas como o MAM Rio, Brasil e o Castello di Rivoli, Turin, Itália.

 

Apoio:

 

 

  

 

Exposição