Pesquisar
ENGLISH

Sobre

"we who are still alive are unreal in the eyes of the dead" W.G. Sebald, Austerlitz (2001: 185)

"Dentro da prolífica carreira de Daniel Blaufuks existem temas / preocupações / obsessões que se evidenciam: a viagem, o exílio, a memória, a vida e a morte. Não obstante, o artista nunca se esquivou a explorar novas técnicas, formas ou até tecnologias. Em Houve um tempo em que estávamos todos vivos encontramos esta dupla natureza, um tema que facilmente remete para obras passadas, um formato que poderá ser visto como um salto (mas talvez até não o seja) nas explorações do artista."

 

>>>Texto completo de Sandra Camacho 

>>>Texto de Daniel Blaufuks

Exposição