Pesquisar
ENGLISH

Sobre

Clara Sánchez Sala, Elena Alonso, Francisca Carvalho, Francisco Venâncio, José Diaz, Luísa Jacinto, Maria Condado, Mariana Gomes, Miguel Marina e Miren Doiz

 

Desenho, Pintura, Instalação 

As fronteiras desenham-se a partir de abstracções. As linhas que dividem territórios ou os limites que separam disciplinas baseiam-se em convenções definidas pelo tempo histórico, pelas tradições e outros acordos sociais. A arte contemporânea joga continuadamente com estas fronteiras, respondendo aos seus desafios através da criação de formas híbridas ou da construção de novos diálogos. Partiu de Carlos Carvalho a ideia de pôr em diálogo obras de artistas portugueses e espanhóis numa exposição a apresentar na rentrée da galeria, com inauguração no dia 14 de Setembro. Para conceber o projecto expositivo, convidou a dupla curatorial espanhola formada por Jaime González Cela e Manuela Pedrón Nicolau e a curadora independente Maria do Mar Fazenda, sediada em Lisboa. A Play of Boundaries é o título em torno da qual se organiza a exposição que reúne trabalhos recentes de dez artistas. Esta selecção apresenta um conjunto de práticas artísticas relevantes, ao mesmo tempo que procura identificar neste gesto um traço geracional – todos os artistas participantes têm menos de 40 anos de idade.  Ainda que adoptando diversos suportes, a pintura pode ser entendida como o leitmotiv das obras reunidas nesta mostra. Todas as peças jogam com diferentes limites, fronteiras, tradições, disciplinas, culturas. E este jogo dá-se a dois tempos: o individual, do contexto de cada prática e o do conjunto e avizinhamento temporário do diálogo produzido entre as obras na exposição.

 

Apoio:

 

 

Exposição