Pesquisar
ENGLISH

Sobre

Expõe internacionalmente e vive actualmente em Lisboa. Mestre em Antropologia Visual, FCSH Universidade Nova de Lisboa (2012) e Licenciada em Fine Arts, Central St Martins College of Art & Design (Londres, 2004). A artista trabalha sobretudo nos campos híbridos da fotografia, do filme-ensaio, do som e da instalação sob as suas formas expandidas. Em 2020 foi a artista em Foco no Festival Interseccion – Festival de Arte Contemporânea Audiovisual da Corunha que dedicou três dias à exibição da sua extensa obra videográfica e fílmica. Em 2015 Macedo ganhou o primeiro Prémio Sonae Media Art com a Instalação Vídeo “1989”. O seu primeiro filme, Seems so long ago, Nancy (2012) foi rodado inteiramente na Tate Britain e Tate Modern, Londres e foi apresentado em Festivais Internacionais de Cinema e Galerias de Arte incluindo o DocLisboa (2012), o Stedelijk Museum Bureau (Amesterdão, 2012) e a Tate Britain (Londres 2012 / 13). Esta obra ganhou também o SAW Film Prize pela American Anthropological Association - AAA (Washington-DC, 2014). 

As exposições individuais mais recentes incluem I Have Never Seen A. na Nano Galeria (2020),  Afri-Cola na Carlos Carvalho Arte Contemporânea (2019), Esgotaram-se os Nomes Para as Tempestades #1 e #2 na Culturgest Porto (2018) e Appleton Square (2019), Orientalism and Reverse na Carlos Carvalho Arte Contemporânea (2017), Bela na Künstlerhaus Bethanien, Berlim (2016), Orientalism and Reverse na Kunstraum Botschaft, Berlim (2016), 1989 no MNAC: Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado - Prémio Sonae Media Art, Seems so long ago, Nancy na Ano Zero - Coimbra Bienal de Arte Contemporânea (2015), Foreign Grey na Solar - Galeria de Arte Cinemática (Vila do Conde, 2014), Staff Only no MNAC: Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado (Lisboa, 2013 / 14) e Seems So Long Ago, Nancy na Tegenboschvanvreden Gallery (Amesterdão, 2014). Exposições Colectivas recentes incluem Natural Beauty (Trienal de Arquitectura de Lisboa 2019), Paris Photo (Grand Palais, Paris 2017 e 2019), Ficção e Fabricação: Fotografia de Arquitetura após a Revolução Digital (MAAT 2019), Arco Lisboa (2017 e 2019), Photo Basel (Basileia 2018), Photo London (Somerset House, Londres 2018), Cosmo-Política #3  (Museu do Neo-Realismo 2018/19), Orientalism and ReverseJeju Bienial of Contemporary Art (Jeju Museum of Contemporary Art, Coreia do Sul, 2017), XXIII Rohkunstbau comissariada por Mark Gisbourne (Spreewald 2017), Exodus Stations #2 (Iwalewahaus, Bayreuth, 2017), Seems So Long Ago, Nancy (Ano Zero – Bienal de Coimbra 2015), Jaz Aqui na Pequena Praia Extrema (Galeria Zé dos Bois, Lisboa 2013) e Visões do Desterro (Caixa Cultural do Rio de Janeiro, Brasil 2013) entre outras. Macedo foi artista em residência na Künstlerhaus Bethanien em Berlim durante o ano de 2016, com a Bolsa João Hogan da Fundação Calouste Gulbenkian.  Foi também Bolseira da Fundação Oriente (2008), do Centro Nacional de Cultura (2009) do Ministério da Cultura - Bolsa Inov-Art (2010) e da Fundação Calouste Gulbenkian (2012, 2014, 2016). Está representada em várias coleções públicas e privadas. O seu trabalho é exploratório, poético e de grande rigor técnico, crítico e conceptual. 

 

Obras