Pesquisar
ENGLISH

Sobre

Para Mónica Capucho a palavra, o texto e a imagem fazem parte de um mesmo território visual, por vezes por força do uso de elementos de contraste conseguidos através da cor, da textura, do padrão ou a opção pela harmonia de tons, formas e significados.  Em todo o caso trata-se sempre de um discurso em que o observador é interveniente porque a visão e a leitura é interpretação e a interpretação é sempre construção.

Das exposições realizadas destacam-se “Solid Matter” (Galeria Municipal Vieira da Silva . Loures, Portugal, 2018), “Deconstructive Blocks”, “Clean Approach” (Carlos Carvalho Arte Contemporânea, Lisboa, Portugal, 2012; 2007), “Périclos / Arte Portugués de Hoy” (CAC Málaga . Málaga, Espanha Spain), "Identidad Femenina en la Colección del IVAM" (IVAM . Valência, Espanha Spain, Museu de Arte Moderna de Bogotá . Bogotá, Colombia; Museu de Arte Contemporânea de Santiago do Chile. Chile; Memorial da América Latina . São Paulo, Brasil). Está presente em inúmeras colecções públicas e privadas tal como Francisco Pimentel & Associados SADV, Eastécnica, Lisboa Lisbon, Ministério dos Negócios Estrangeiros, Embaixada de Portugal em Buenos Aires, Argentina, Embaixada de Portugal em Atenas, Grécia, Embaixada de Portugal em Copenhaga, Dinamarca e Embaixada de Portugal em Pretória, Africa do Sul.

 

Obras