Pesquisar
ENGLISH

Sobre

“Isto é o que eu faço” é o título de um grupo de trabalhos (15) em papel que fiz em Janeiro de 2009, durante 14 dias. “Isto é o que eu faço” é igual a “isto é o que eu sou” pois o acto criativo, a escrita, o desenhar, pintar ou aguarelar em silêncio, são momentos únicos onde a nossa essência se manifesta e penso que o eu - sou precisamente o que faço, sem sentir o tempo a passar, repetitivamente durante horas, enquanto trabalho, sem pensar, sem criticar, só a produzir, a preencher, a criar. Esta procura da manifestação do eu - aquilo que é a minha essência - tem a ver com o tentar fazer o meu autoretrato, tarefa inútil se a imagem final só representa um momento da minha cara. Sei que o meu retrato é uma colagem de milhares de imagens, gestos, barulhos etc. em constante mudança. É por esta razão que acho que o que faço representa muito mais fielmente o que sou. Há nesta exposição também três grandes desenhos em papel a que chamo autoretratos e que representam figuras-contornos de amigos e familiares, cujo desenho se dilui numa quantidade de camadas de papel transparente e de vários outros materiais. Os outros sou eu - na tal multirepresentação necessária de uma imagem, neste caso somente em contorno, de várias pessoas que se diluem e na qual me identifico.

Graça Pereira Coutinho

 

Exposição